A tríplice da gramática


Primeiro precisamos saber que existem diversos tipos de gramática (comparada/comparativa, descritiva, gerativa/generativa, histórica, prescritiva, transformacional, universal e normativa) Cada tipo de gramática lança um olhar específico para considerar determinada língua. Em nossos estudos iniciais nos preocuparemos com a gramática normativa, pois é a partir dela que muitos concursos, vestibulares, Enem, currículos escolares, dentre outros estruturam suas avaliações. As demais veremos em outros artigos mais a frente.

No que se refere à língua ela é concebida por meio de um sistema tríplice em que há um sistema de formas (mófico), um sistema de frases (sintático) e um sistema de sons (fônico). Desse modo, a gramática possui três divisões essenciais e outras duas complementares.  Observe essas divisões e suas características.

  1. Fonética/fonologia: a Fonética se dedica ao estudo dos sons falados, ou seja, a língua em sua realização, enquanto a Fonologia estuda os fonemas da língua. Entende-se por fonema a menor unidade significativa de uma língua, que compõem um sistema lingüístico.
  2. Morfologia: entende-se por morfema a unidade mínima significativa, ou seja, as “partes” de uma palavra que possuem um significado ou exercem uma função.
  3. Sintaxe: a Análise sintática é a parte da gramática da Língua Portuguesa que se dedica aos estudos dos termos que compõem uma frase, entre as múltiplas combinações possíveis para transmitir um significado completo e compreensível.

Abraços,

Jessica Marquês.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *