10 Fatos sobre Bob Dylan

O homenageado pelo Nobel de Literatura de 2016 foi o cantor e compositor Bob Dylan, de acordo com a academia “Dylan criou novas expressões poéticas dentro da grande música tradicional americana”.

Que tal conhecer um pouco mais sobre esse poeta musical?!

Confira os 10 fatos sobre a personalidade, Bob Dylan.

  1. Bob Dylan nasceu em Minessota e foi registrado com o nome de Robert Allen Zimmerman, entretanto quando foi para a universidade se autobatizou com o nome pelo qual você o conhece, esse nome foi inspirado no poeta inglês Dylan Thomas, ídolo da geração beat.

    Dylan Thomas(poeta)
  2. Bob Dylan afastou-se do ativismo folk e tornou-se musicalmente mais próximo do rock n’ roll. D izem que após a morte do presidente John F. Kennedy em novembro de 1963, Dylan passou a sentir medo de sofrer algum ataque. “Se não gostaram o suficiente daquele cara (Kennedy), o que seria de mim?”, perguntou ele no documentário “No Direction Home”, de Martin Scorcese.
    John F. Kennedy

     

  3. O jornalista do “New York Times”, Robert Shelton, foi o primeiro a publicar uma resenha elogiando o músico, ele incentivou veementemente a carreira do amigo. Shelton é o autor da biografia “No Direction Home”.
    Robert Shelton e Bob Dylan

    4. A história de Bob Dylan já foi contada por diversas mídias; livros, filmes e documentários. Mas, desde 2004 é possível você  pode conhecer a versão contada pelo próprio protagonista com o livro “Crônicas Vol. 1” “O mundo era absurdo… Eu tinha poucas coisas em comum com uma geração que não conhecia e da qual se supunha que era um dos porta-vozes”, escreveu Dylan em sua autobiografia “Crônicas Vol. 1”, falando sobre os anos 60.

    Sua autobiografia.

    5. Bob Dylan é o músico com mais letras citadas em processos nos EUA. Juízes, advogados e professores usam suas canções em sentenças.6. Dylan também publicou um livro infantil, inspirado por sua canção “Forever Young”, o cantor conta a história de um garoto que, por meio de imagens, músicas e momentos da vida de Bob Dylan segue os passos do ídolo no que se refere à música.

    Capa do livro.

    7. A poesia de Dylan também foi concretizada com a sua produção literária “Tarantula”, livro publicado em 71. Sob influência de Jack Kerouac e Allen Ginsberg, Bob Dylan brinca com exercícios de fluxo de consciência.

    Livro publicado em 1971.
  1. A linda canção “Like a Rolling Stone” é um marco na passagem de Dylan da música folk para o rock n’ roll. Ela já foi, inclusive, considerada a melhor música de todos os tempos, conforme pesquisa realizada pela revista “Rolling Stone”.

    Capa do disco.
  2. O momento histórico de 1963 em que Martin Luther King fez o discurso “I Had a Dream” na sua luta contra a segregação racial, contou com a presença de Dylan junto aos mais de 250 mil participantes da “Marcha sobre Washington por empregos e liberdade”.

    Martin Luther King .
  3. Após o seu divórcio com Sara Lownes, em 1977, Bob Dylan lançou alguns trabalhos voltados para o mercado gospel. Neste período, ele filiou-se a uma igreja e converteu-se ao protestantismo. Motivado por sua nova espiritualidade, Dylan gravou três álbuns: “Slow Train Coming” (1979), deu a ele um Grammy de melhor vocal masculino pela canção “Gotta Serve Somebody”. Com essa temática, ele também lançou os albuns: “Saved” (1980) e “Shot of Love” (1981).

    Bob Dylan e Sara Lownes.

 

Referências:

http://anoticia.clicrbs.com.br acessado em 06/01/2017 às 17h34

http://bobdylan.com/ acessado em 06/01/2017 às 8h30

Google imagens.

Abraços,

Jessica Marquês.

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *